28 de janeiro de 2015

RotaRoots: Coisas que nunca disse, mas...

Todo mundo em algum momento da vida deixou de dizer algo para alguém, seja para o bem ou para o mal, seja aquele “vai tomar no copo” ou aquele “eu te amo”, ninguém sai ileso de uma palavra não dita.

Se eu pudesse voltar no tempo, em vários momentos em que eu travei a língua,  por medo de gerar confusão ou de me magoar, muitas das minhas inseguranças não existiriam e não ficariam tanto tempo martelando na minha cuca com frases do tipo:

“Por que eu não disse isso!?” -  “Por que eu não fiz aquilo?” Por que, por que, por que???

Ah se arrependimento falasse, ops, matasse! Mas ainda bem que para quase tudo nessa vida há um jeito, as vezes torto, mas ainda assim um jeito, eis me aqui na postagem/blogagem coletiva do grupo amorzinho RotaRoots, para soltar tudo ou quase tudo que eu já quis dizer porém por algum(ns) motivos eu sublimei ¬¬.

Vamos lá:



Oi fulaninha que me enchia o saco na época do colegial, como anda sua vida? Espero que bem, saiba que eu sobrevivi a você, às suas amiguinhas, tão fulaninhas quanto você! Você fazia tanta questão de me maltratar na frente de todos sem eu ter te dado motivo algum além de existir e não rebater suas provocações, apenas ouvi-las quase como se fosse verdade, vou te contar uma coisa, naquela época minha vida fora da escola não era muito boa, não era estruturada e o fato de você me odiar de graça não facilitava meus dias. Eu não fazia parte dos seus círculos de amigos, não era da sua turma, não seguia a mesma moda que você, tão pouco me interessava o que você tinha a dizer,  só sabia que você existia quando você me enchia o saco ou praticava bullying – que  é como chamam seu tipo de atitude hoje em dia – o problema queridinha, é que você nunca se garantia sozinha, sempre chamava as amiguinhas, ‘todas’ cheias de personalidade e pensamentos próprios - só que não - que achavam graça do que você fazia, então, o que eu tenho a dizer com as palavras da pessoa que eu sou hoje é simples:


EU SOBREVIVI A VOCÊ... W A G I A! E A TODO O RESTO TAMBÉM!


E só pra constar, bullying só é engraçado pra quem pratica, e pra quem  nunca sofreu, há brincadeiras e brincadeiras. 

Tentar diminuir alguém por se achar superior a ela(e), não é brincar! Constranger uma pessoa por ela ser quem é, não é brincar! Querer fazer outros rirem a custa do choro de alguém, não é brincar! 

Então, pufavô:


2 comentários:

  1. Oi, Paloma!

    Conheci seu blog através do rota e adorei. Eu também escolhi esse tema para minha postagem e foi uma terapia escrever. Acho que para você também foi, né? Nunca sofri e nunca entendi porque as pessoas ao invés de cuidar da suas vidas preferem incomodar outras pessoas. Enfim, fico feliz em saber que tudo isso ficou no passado para você. O bullyng realmente precisa parar :(

    Abraços! <3
    http://meuproximoerro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^_^ Daniele, obrigado pelo carinho <3

      Ainda bem, que certas coisas em nossas vidas acaba sendo só uma fase né? Que passa, uffa...

      Free Hugs rsrsr ^_^

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...